IInformação sobre lúpus, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento do lúpus, assim como formas de prevenção de surto de lúpus.


Tipos de Lúpus

Lúpus Eritematoso Sistémico

Lúpus sistémico é a forma mais comum de lúpus, sendo o termo que a maioria das pessoas quer dizer quando se refere a "lúpus". Lúpus sistémico pode ser leve ou grave. Algumas das complicações mais graves que podem envolver os principais sistemas de órgãos incluem:
  • Inflamação dos rins chamada nefrite lúpica, que pode afetar a habilidade do corpo para filtrar os resíduos do sangue. Ela pode ser tão prejudicial que a diálise ou transplante renal podem ser necessários.
  • Um aumento da pressão arterial nos pulmões, denominada hipertensão pulmonar, que pode causar dificuldade para respirar.
  • Inflamação do sistema nervoso e do cérebro, que pode causar problemas de memória, confusão, dores de cabeça, e derrames.
  • Inflamação nos vasos sanguíneos do cérebro podem causar febre alta, convulsões e alterações comportamentais.
  • Endurecimento das artérias ou doença arterial coronariana, em que a acumulação de depósitos sobre as paredes das artérias coronárias pode levar a um ataque cardíaco.


Lúpus eritematoso cutâneo

Esta forma de lúpus é limitada à pele. Embora o lúpus cutâneo possa causar muitos tipos de erupções e lesões (feridas), na mais comum, chamada discóide, a erupção fica levantada, escamosa e vermelha, mas não causa coceira. Áreas de erupção aparecem como discos ou círculos.
Outro exemplo comum de lúpus cutâneo é uma erupção cutânea ao longo das bochechas. Outras erupções ou feridas podem aparecer na face, pescoço, couro cabeludo (áreas da pele que estão expostas à luz solar ou luz fluorescente), ou na boca, nariz ou vagina. A perda de cabelo e mudanças no pigmento, ou na cor da pele também são sintomas de lúpus cutâneo.
Aproximadamente 10 por cento das pessoas que têm lúpus cutâneo irão desenvolver lúpus sistémico. No entanto, é provável que essas pessoas já tenham lúpus sistémico, com a erupção cutânea como principal sintoma.


Lúpus eritematoso Induzido por drogas

Lúpus induzido por drogas é uma doença semelhante ao lúpus causado por certos medicamentos. Os sintomas de lúpus induzido por drogas são semelhantes aos do lúpus sistémico, mas raramente afetam os principais órgãos do corpo.
As drogas mais vulgarmente relacionadas com o lúpus induzido por drogas incluem:
  • Hydralazine - tratamento para a pressão arterial alta ou hipertensão
  • Procainamide - tratamento para ritmos cardíacos irregulares
  • Isoniazida - tratamento para a tuberculose
Lúpus induzido por drogas é mais comum em homens, porque eles podem tomar esses medicamentos mais frequentemente; no entanto, nem todas as pessoas que tomam estas drogas irão desenvolver lúpus induzido por drogas. Sintomas semelhantes ao lúpus, geralmente desaparecem dentro de seis meses após deixar de tomar os medicamentos.


Lupus Neonatal

Lúpus neonatal não é uma verdadeira forma de lúpus. É uma condição rara que afeta bebês de mulheres que têm lúpus, sendo causado por anticorpos da mãe que agem sobre o bebê no útero. Ao nascer, a criança pode ter uma erupção cutânea, problemas de fígado, ou baixa contagem de células do sangue, mas estes sintomas desaparecem completamente depois de vários meses, sem efeitos duradouros. Algumas crianças com lúpus neonatal também podem ter um problema cardíaco grave. Com um teste adequado, os médicos podem agora identificar a maioria das mães em situação de risco, e a criança pode ser tratada mesmo antes do nascimento.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL